A Galhofa destacou-se em Boticas

I Open de Luta Galhofa 2018



No primeiro fim de semana do mês de dezembro, a Federação Portuguesa de Lutas Amadoras, com o apoio da Associação Portuguesa O Samurai e o Clube de Artes Marciais e Pankration de Alijó, organizaram dois Opens das novas disciplinas associadas, nomeadamente a Luta Galhofa e o Pankration.

Os primeiros galhofeiros deste primeiro Open oficial da FPLA. Foto: Vitor Gomes 


A primeira disciplina a entrar em ação foi a Luta Tradicional Portuguesa a Luta Galhofa em Boticas do Distrito de Vila Real, no seu Pavilhão Municipal. A luta Galhofa é um estilo de luta tradicional da região portuguesa de Trás-os-Montes, que se define como um desporto de combate e é tida como a única luta corpo a corpo com origens portuguesas.

A primeira parte desta ação da foi explicar o que é a Luta Galhofa e quais são os seus objetivos.
O objectivo deste jogo é imobilizar o adversário, mantendo-lhe as costas e os ombros assentes no chão. Quaisquer movimentos mais violentos, como puxões, murros ou pontapés, não são permitidos. A luta começa e termina com um abraço cordial.

Treinadores, Lutadores e Árbitros preparam-se para aplicar na parte da tarde o que se aprendeu de manhã. Marcaram presença os seguintes Clubes:

De Braga:
Associação Desportiva Jorge Antunes e seu Treinador Adão Silva;
Casa do Povo de Martim e seu Treinador Carlos Rodrigues.

De Setúbal:
Sociedade Recreativa Estrelas do Feijó, Treinador Hugo Taveira;
Associação Portuguesa de Ciências de Combate, Treinador Luís Barneto.

De Vila Real:
Associação Portuguesa O Samurai e seu Treinador Vitor Gomes;
Clube de Artes Marciais e Pankration de Alijó e seu Treinador João Varela.

Este também presente um lutador a nível individual, o lutador de Mixed Martial Arts, o José Machado.

Depois da apresentação das regras e vestido o equipamento correto para a pratica desta modalidade (Camisola de licra, apertada ao corpo, calças com as cores tradicionais da Galhofa de material robusto e pés descalços) deu-se inicio à competição. Depois de vários confrontos, os campeões do primeiro Open foram:

Benjamins Femininos
G1 - Leonor Nascimento da AP Samurai

Benjamins Masculinos
G1 - Tiago Henrique do CAMP Alijó

Infantis Femininos
G1 - Iara Gomes da AP Samurai
G2 - Ana Tinoco da AD Jorge Antunes

Infantis Masculinos
G1 - Eliseu Mendes da AP Samurai

Iniciadas Femininos
G1 - Maria Varela do CAMP Alijó

Cadetes Femininos
57Kg - Joana Correia do CAMP Alijó

Cadetes Masculinos
60Kg - Leandro Gomes da AD Jorge Antunes
71Kg - Axel Monteiro da AP Ciências de Combate

Absolutas Femininos
68Kg - Bianca Gualberto do SR Estrelas do Feijó

Seniores Masculinos
67Kg - José Silva da CP Martim
77Kg - José Machado
87Kg - Marco Pereira da AP Samurai

Os Árbitros que estiveram a gerir este combates foram, o João Vítor Costa, o Adão Silva, o Vítor Gomes, o Nuno Silva, o Miguel Calvão o Rúben Rocha e o José Machado.

Enviar um comentário

Mensagens populares