Translate

sexta-feira, 10 de abril de 2015

Taça do Mundo de Livre com Inimigos Políticos

Taça do Mundo promete novamente ser palco da diplomacia entre inimigos políticos

Em 2014, russos e ucranianos deixaram os conflitos políticos fora dos tapetes (Tony Rotundo/United World Wrestling)


Com os Estados Unidos em desacordo político com a Rússia, apenas alguns dias de assinar o acordo internacional nuclear com o Irão, e reaproximando sua relação política com Cuba, o palco está montado para que a Taça do Mundo de Luta Livre Masculina, se torne novamente foco na discussão de diplomacia através do Desporto.

Diferentemente de muitos desportos sem contato, a luta olímpica – um esporte de combate sem ataque ou lesão intencional – apresenta o importante papel que o esporte tem em facilitar encontros pacíficos entre nações em desacordo em um formato competitivo, porém amigável.

A Taça do Mundo do estilo livre do ano passado se tornou notícia internacional quando as Seleções da Rússia e da Ucrânia mostraram um incrível espírito desportivo enquanto seus respetivos países se envolviam em um jogo internacional de diplomacia arriscada por causa de territórios disputados. Com a crise ameaçando explodir, as delegações de Rússia e Ucrânia se encontraram nas primeiras rodadas da competição, trocando bandeiras, apertos de mão e abraços nos tapetes, enquanto ainda compartilhavam jantares e conversas no hotel – as diferenças políticas de seus países ficaram do lado de fora.

“[A Taça do Mundo] foi realmente um grande evento e também uma grande oportunidade para aproximar Rússia e Ucrânia”, disse o líder da equipe russa Christakis Alexandridis durante a Taça do Mundo do ano passado.

A história de diplomacia na Taça do Mundo de Estilo Livre de maio de 2013, quando a Federação Iraniana de Wrestling recebeu o evento em Tehran, atraindo uma multidão recorde de mais de 10.000 espectadores durante a competição.

O foco do evento estava no encontro entre o anfitrião Irão e os Estados Unidos. Os países, então em desacordo político, se encontraram no tapete onde houve a vitória do Irão por 6-1. Apenas o campeão olímpico Jordan Burroughs venceu a sua luta para o lado americano, um feito que teve uma recepção estrondosa dos torcedores iranianos.

As Seleções depois posaram para uma foto em grupo com o então presidente do Irão, Mahmoud Ahmadinejad, acontecimento que foi notícia internacional. Burroughs resumiu o encontro, que poderia ter sido interpretado de milhões de maneiras, à sua verdadeira importância.

“Nós não somos políticos. Nós não somos humanitários,” Burroughs disse ao jornal USA Today, no ano passado. “Nós somos Lutadores”.

A Taça do Mundo de Estilo Livre Masculino 2015 parece estar pronta para promover mais uma vez essas relações desportivas pacíficas entre países que tenham desafios políticos. Seleções dos Estados Unidos e de Cuba já estão agendando interações fora dos tapetes, uma vez que as duas nações entraram em um acordo para melhorar suas relações diplomáticas.

“Esperamos um evento de sucesso entre os competidores, mas também vemos o valor do fair-play e da camaradagem entre as equipes cujos países estão, muitas vezes, em desacordo político”, disse o presidente da United World Wrestling, Nenad Lalovic. “A Taça do Mundo é uma grande vitrine para os valores importantes em nosso desporto.”

A Taça do Mundo de Estilo Livre Masculino 2015 começa sábado, 11 de abril. Links ao vivo, fotos de resultados e artigos podem ser encontrados em www.unitedworldwrestling.org.

*** com informações de Tim Foley da United World Wrestling
Fonte: UWW
Tradução: CBLA
Arranjo: MLO
Foto: UWW
Enviar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Blogs de Portugal