Translate

quinta-feira, 18 de setembro de 2014

O "BOOM" do Brasil

Brasil a crescer nas Lutas Olímpicas

A Luta Olímpica brasileira está em grande nas Lutas Olímpicas e obteve um grande destaque antes mesmo do início do Campeonato Mundial de Luta Olímpica 2014, em Tashkent, Uzbequistão.


Na votação realizada dos membros da United World Wrestling (UWW) – antiga FILA, o presidente da Confederação Brasileira de Lutas Associadas, Pedro Gama Filho, foi eleito membro direto do Bureau da organização e passa a fazer parte do conselho que regula as competições da Luta Olímpica mundial. 

É a primeira vez na milenar história do desporto que um representante sul-americano é eleito para um dos cargos de maior importância da entidade.

“É uma grande honra ser eleito membro do Bureau com 50% dos votos do congresso. Ter o reconhecimento da comunidade mundial da luta demonstra que nosso trabalho está no caminho certo”, afirmou Pedro, o mais jovem membro eleito com apenas 39 anos de idade.

Na disputa, 18 candidatos concorreram para apenas 5 vagas e um mandato de 6 anos. Pedro Gama Filho recebeu 63 votos de 124 possíveis. O brasileiro é visto como uma das principais lideranças da modalidade na América latina e um dos responsáveis pelo crescimento da Luta Olímpica nos últimos anos. O presidente da CBLA comentou ainda a reeleição do presidente Nenad Lalovic e a mudança de nomenclatura da organização que rege a modalidade, antiga FILA, agora United World Wrestling.

“Fico muito feliz de participar deste momento de mudança em nosso desporto do surgimento da United World Wrestling novo nome da Federação Internacional e ver de perto a reeleição do Presidente Nenad Lalovic que tenho certeza vai repetir o sucesso do seu primeiro mandato”, projetou Pedro Gama Filho.

Em cima do Tapete de Luta no Campeonato do Mundo, a Seleção Nacional Brasileira encerrou com sua melhor participação em todas as edições destas competições da modalidade em Tashkent. 

Aline com a Medalha de Prata
Aline Silva com a inédita prata na categoria até 75kg, e a estreante Giullia Penalber, categoria até 55kg, com um oitavo lugar, capitanearam a histórica campanha brasileira. Para Roberto Leitão, representante do país nos Jogos Olímpicos de Seul (1988) e Barcelona (1992) e hoje Superintendente da Confederação Brasileira de Lutas Associadas (CBLA), a Luta Olímpica nacional atingiu um novo patamar no cenário internacional.

“Por muitos anos tentamos colocar o Brasil em um lugar respeitado na Luta Olímpica. Com essa conquista da Aline, chegamos onde poucos países no mundo chegaram. É um passo largo em direção a medalha olímpica e para popularização da modalidade entre crianças e jovens do país. Muitos duvidaram, mas o Presidente Pedro Gama Filho e toda a Confederação Brasileira de Lutas Associadas (CBLA) possuem a convicção de estarmos no caminho certo.”, explicou Roberto Leitão.

Lais Nunes, prata no Pan-americano no México encerrou a participação da delegação brasileira, enfrentando na estreia a búlgara Elina Vaseva e não avançou as fases seguintes. 

Confira a colocação de todos os brasileiros no Campeonato Mundial de Luta Olímpica 2014.

Luta Livre Feminina
Aline Silva – categoria até 75kg – medalha de prata
Giullia Penalber – categoria até 55kg – 8º lugar
Joice Silva – categoria até 58kg – 15º lugar
Lais Nunes – categoria até 63kg – 23º lugar

Luta Livre Masculina
Adrian Jaoude - categoria até 86kg – 33º lugar


Entrevista da Sportv à Aline Silva pela conquista da Medalha de Prata no Campeonato do Mundo.
Confira toda a entrevista e a realidade das Lutas Olímpicas no Brasil.



Fonte e Fotos: CBLA
Arranjo: MLO
Vídeo: Sportv Brasil
Enviar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Blogs de Portugal