Translate

sexta-feira, 29 de novembro de 2013

Gala do 104º Aniversário

COP PREMIOU OS MELHORES DO DESPORTO NACIONAL NO SEU 104º ANIVERSÁRIO


O Comité Olímpico de Portugal distinguiu os melhores do desporto de 2013 na cerimónia de celebração do seu 104º aniversário, que teve lugar esta quinta-feira, ao final da tarde, no Auditório da Fundação Champalimaud. Entre os prémios atribuídos, destaque para Rui Costa, o campeão do mundo de ciclismo de estrada, que recebeu a Medalha Olímpica, que premeia o atleta do ano.

No total, foram atribuídos seis galardões por parte do Comité Olímpico de Portugal. O Campeão Olímpico, Carlos Lopes, recebeu o prémio Ordem Olímpica, que distingue a carreira desportiva de um atleta, enquanto João Rodrigues, o atleta olímpico nacional com mais presenças em Jogos Olímpicos, foi distinguido com o prémio Medalha de Mérito, pelos seus serviços prestados ao Olimpismo.

O vice-campeão do Mundo júnior e campeão da Europa júnior de canoagem (em K1 200m), Diogo Lopes, recebeu o prémio Juventude, que distingue o melhor atleta jovem do ano.

O Troféu Olímpico, que premeia o desenvolvimento da prática desportiva, foi atribuído a duas Câmaras Municipais, de Anadia e Montemor-o-Velho, cujos centros de alto rendimento têm sido fundamentais para o sucesso de Portugal em diferentes modalidades.

Por fim, o Comité Olímpico de Portugal atribuiu ao Presidente do Conselho de Administração da Delta-Cafés, Comendador Rui Nabeiro, o prémio Prestígio, atribuído anualmente a uma personalidade com relevantes serviços prestados ao desporto nacional.

O Governo de Portugal, representado pelo Secretário de Estado do Desporto e Juventude, Emídio Guerreiro, aproveitou a ocasião para também atribuiu duas condecorações por serviços prestados ao desporto. A primeira, a título póstumo, a João Salgado, ex-presidente da Federação Portuguesa de Karaté e membro da Comissão Executiva do COP, que faleceu em 2013, e a segunda ao ex-secretário-geral do COP, Geraldes de Oliveira.

A cerimónia de aniversário deste ano teve um formato inovador face ao passado, num espetáculo com honras de transmissão televisiva na SPORT TV, que contou com alguns números de entretenimento, da magia (o ilusionista Mário Daniel) à música (a cantora lírica Sara Laureano, que interpretou o hino olímpico e o tema dos Jogos de Barcelona 1992, "Amigos para Siempre"), passando por uma exibição de dança da classe Ananké do Ginásio Clube Português. A apresentação esteve a cargo do jornalista João Gonçalves, numa cerimónia que levou os presentes a viajar através de vídeo ao passado do movimento olímpico, nacional e internacional, para além de dar a conhecer com mais pormenor o que poderá ser esperado em Sochi e no Rio para as duas próximas edições do maior evento multidesportivo do mundo.

No final, houve ainda tempo para os discursos do Presidente do Comité Olímpico de Portugal, José Manuel Constantino, e do Secretário de Estado do Desporto e Juventude, Emídio Guerreiro.

De referir ainda a presença de várias figuras do desporto e sociedade nacionais, para além dos que foram premiados na cerimónia, como os medalhados olímpicos Rosa Mota, os atletas olímpicos João Neto (judo), Joaquim Videira (esgrima), Pedro Fraga (remo), Gonçalo Carvalho (equestre), Mariana Lobato (vela), Susana Feitor (atletismo), Leila Marques (atleta paralímpica), Inês Henriques (atletismo), João Vieira (atletismo), Vera Santos (atletismo), Telma Santos (badminton) e João Silva (triatlo), ou os presidentes de Câmara, Paulos Vistas (Oeiras) e Isaura Morais (Rio Maior), para além de vários presidentes de federações olímpicas e não olímpicas, que praticamente lotaram o auditório da Fundação Champalimaud.

Fonte: COP
Enviar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Blogs de Portugal