Translate

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

FPLA já se manifestou


O presidente da Federação de Lutas Amadoras considera "inesperada e inexplicável" a recomendação da Comissão Executiva do Comité Olímpico Internacional (COI) em retirar a luta do programa olímpico permanente

"Antes de tudo, é preciso chamar a atenção que não é uma decisão final; neste momento, é apenas uma recomendação que apanha a família da luta, a nível mundial, de surpresa, porque é inesperada, mas também completamente injustificada, atendendo àquilo que são as tradições e os ideais olímpicos", disse, esta quarta-feira, à agência Lusa, Pedro Silva.

O dirigente lembrou ainda que a luta é a única modalidade, juntamente com o atletismo, que integra o programa dos Jogos desde a Antiguidade Clássica até aos Jogos Olímpicos da Era Moderna.

A Comissão Executiva do COI decidiu, terça-feira, retirar a luta do programa olímpico permanente, medida apenas válida depois dos Jogos Olímpicos de 2016.

Na segunda-feira, eram admitidas as hipóteses de exclusão do núcleo vitalício - o programa a nível provisório admite até 28 modalidades - do pentatlo moderno, badminton, taekwondo ou ténis de mesa, pelo que a decisão causou surpresa.

Pedro Silva lembra ainda que a luta, com os seus três estilos é "a terceira modalidade que mais medalhas atribui" nos Jogos Olímpicos de verão.

"É uma modalidade universal, com 180 países filiados a nível mundial, com 71 países participantes nos Jogos Olímpicos de Londres 2012, e 29 países a conquistar medalhas. Estamos convencidos que esta recomendação não será acolhida na reunião plenária de Setembro do COI", sublinhou, lembrando, ainda, os "bilhetes vendidos todas as sessões dos três estilos da modalidade que esgotaram".

Para o responsável federativo, considerando toda a "perspectiva histórica da modalidade", torna-se ainda "mais absurda" a decisão.

Pedro Silva espera que, em Setembro, "seja reposta a justiça" e a modalidade não saia do programa olímpico permanente.

Actualmente, fazem parte do programa, e será esse o adoptado no Rio de Janeiro, natação, canoagem, ciclismo, hipismo, ginástica, voleibol, luta, atletismo, andebol, tiro com arco, badminton, basquetebol, pugilismo, esgrima, futebol, hóquei em campo, judo, pentatlo moderno, remo, vela, tiro, ténis, ténis de mesa, taekwondo, triatlo e halterofilismo.

A estes desportos juntam-se o golfe e o râguebi de "sevens", que farão a sua estreia nos Jogos Olímpicos da cidade brasileira.

Fonte: RTP Notícias
Enviar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Blogs de Portugal