Translate

sexta-feira, 6 de agosto de 2010

ALAL magoada

A Associação de Lutas Amadoras de Lisboa pela voz do seu Presidente da Direcção, Luís Alves, enviou um oficio dirigido à Direcção da Federação Portuguesa de Lutas Amadoras, a lamentar a fraca adesão dos Árbitros Nacionais no Torneio Internacional onde a ALAL comemorava os seus 25 anos de existência.

Nessa competição foram montados 3 áreas de competição, devido ao número elevado de participantes, mas antes do inicio da prova deparou-se com o imaginável, a falta de Árbitros. Cada área de competição engloba 3 Árbitros, tendo o Chefe de Tapete, o Juíz e o Árbitro, mas ao todo nesta competição estavam 3 Árbitros Portugueses e um Espanhol.

A prova só se realizou devido à colaboração de um Árbitro Internacional "reformado" o Marcolino Ramos, ao Secretário Geral da FPLA o Hildeberto Leão e ao Director Técnico Nacional Pedro Silva, ocuparem nos 3 tapetes, a função de Chefe de Tapete, sendo os Árbitros subindo ao tapete e de um modo em Serie despachado os combates a serem realizados no dia.

No fim, a ALAL alerta para o bem da modalidade, que sejam tomadas por parte a Comissão Nacional de Arbitragem, medidas para que a situação similar, não volte a acontecer.



Mas estas situações já não são de agora, nem há mais de 3 anos, uma história menos ortodoxa, o Campeonato Nacional de Livre Olímpica, não se realizou devido aos Árbitros não concordarem em realizar a prova, porque não estavam reunidas condições para a mesma avançar, simplesmente ninguem foi Campeão nesse dia.

Situações destas são desagradáveis, para todo o Mundo da Luta, para quem passa a maioria do tempo a ensinar "pupilos" e chegarem a prova e não haver, para quem se desloca de um determinado sitio, para ir assistir a prova e não a ver, como dizia o Diacono dos Remedios, "Não há necessidade", a nivel superior deve-se fazer medidas para que estas situações não venham a acontecer.

Deparemo-nos com esta situação:
Se faltar alguns Clubes, há prova;
Se houver poucos atletas, há prova;
Se faltar um ou outro treinador, há prova;
Se faltar Árbitros, há prova?

Então do que estão à espera? Não façam, só por fazer novos Árbitros todos os anos, mas dêm melhores condições e estimem os que cá andam por AMOR AO "FATO".

Lembram-se disto?: http://mundolutaolimpica.blogspot.com/2008/04/4-balano-abril-arbitragem.html

Enviar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Blogs de Portugal